• Português do Brasil
  • English
  • Español
  • العربية

Brasil Sweets and Snacks é renovado por mais um biênio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
O convênio entre a ABICAB e a Apex-Brasil colaborou com uma exportação de mais de US$ 387 milhões para a balança comercial do país em 2020
A Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Amendoim e Balas (ABICAB) renovou o convênio com a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) para o Projeto Setorial Brasil Sweets and Snacks por mais um biênio.
O programa, criado em 1998, tem como objetivo promover o setor em âmbito internacional, aumentando a competitividade das empresas. Atualmente, atende 57 companhias de diferentes portes e segmentos   e contribuiu com a exportação de mais de US$ 387 milhões na balança comercial do país em 2020, valor que representa 41% do total exportado pelo setor.
Segundo o presidente da ABICAB, Ubiracy Fonsêca a atuação do programa foi muito importante para manter a presença do Brasil nos cinco continentes. Apenas em 2020 os produtos nacionais estiveram presentes em 137 países, além de ter apresentado um crescimento de 150% em valor exportado, nos últimos seis anos. “Mesmo com os efeitos da pandemia as empresas do projeto cresceram 15.9% em valor em 2020, comparado com o setor que cresceu apenas 5,9%”, conta o presidente da Associação.
No evento, em que foi celebrada a renovação do convênio, também foi anunciada a nova comunicação visual do projeto que é composta por sete elementos principais com o intuito de transmitir o complexo universo da indústria de chocolates, candies e amendoim brasileiro. Além disso, foi criado o slogan ‘A Sweet Journey of Unique Flavours’ (Uma doce jornada de sabores únicos). “O branding inclui elementos que remetem a preocupação com o cultivo e a natureza, curvas coloridas que simbolizam uma onda de sabores, ilustrações de pessoas brasileiras, elementos da paisagem brasileira, texturas que lembram doces e confeitos e ilustrações de elementos do universo de amendoim, chocolate, balas, bombons, frutas exóticas etc.”, ressalta Fonsêca.
“Além de ser o quarto maior produtor de chocolates do mundo, o Brasil é o único país que tem representação de todos os elos da cadeia do cacau e do chocolate, com um potencial significativo para crescer no mercado externo de maneira sustentável e responsável”, destaca o presidente da Apex-Brasil, Sergio Segovia, lembrando que há mais de 20 anos o projeto “Brasil Sweets and Snacks” realiza iniciativas para capacitar e promover as exportações do setor de chocolates, balas, gomas, confeitos e amendoins. “A Apex-Brasil valoriza essa parceria e continuará apoiando este importante setor”, complementa.
Com a renovação do convênio estão previstas a realização de ações virtuais, como webinars e encontros de negócios. O novo convênio terá foco no segmento de cacau fino e chocolates Bean-to-bar, entre as ações, está o Salon du Chocolat e um projeto comprador, além de uma mentoria onde um grupo selecionado de empresas iniciantes e não-exportadoras contará com o acompanhamento de um especialista para o desenvolvimento do planejamento estratégico internacional.
Além de ter acesso a toda a programação, as empresas que fazem parte do projeto também contam com benefícios como: informações qualificadas sobre os mercados-alvo e potenciais parceiros, assessoria de imprensa internacional, participação nos principais eventos internacionais do setor e uma plataforma virtual de promoção. Os interessados em fazer parte do Projeto Setorial Brasil Sweets and Snacks devem preencher Formulário de Adesão e, na sequência, seguir as etapas de avaliação do potencial de internacionalização e apresentação de suas demandas e estratégias de ação no exterior. Detalhes no link: www.brasilsns.org.br
Brasil Sweets and Snacks
A ABICAB e a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), por meio de parceria, criaram o Projeto setorial Brasil Sweets and Snacks em março de 1998, que atende, atualmente, 57 empresas e tem como objetivo melhorar a percepção internacional sobre as empresas, produtos e serviços brasileiros do setor. O projeto oferece uma série de serviços aos seus participantes como: apoio na participação em feiras internacionais do setor, projetos compradores, assessoria de imprensa internacional, levantamento de informações estratégicas de mercado, assessoria para potenciais clientes, parceiros e fornecedores missões comerciais e ações de capacitação sempre visando o aumento da competitividade da indústria.
Com essa relação, foi possível manter a presença do Brasil com forte atuação em todos os continentes, atingindo em 2020, 137 países e um crescimento, nos últimos seis anos, de 150% em valor.