• Português do Brasil
  • English
  • Español
  • العربية

Seminário para 100 empresas aborda adaptação de embalagem

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

EUA foi o foco do seminário organizado no âmbito do INOVA Embala, projeto voltado ao incremetndo da compretitividade internacional das empresas do setor de alimentos e bebidas.

No último 19 de agosto foi realizado, em São Paulo, o seminário “Adaptação de Embalagens ao Mercado Norte-Americano” promovido pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), em parceria com o Instituto de Embalagens.

Representantes de cerca de 100 empresas brasileiras assistiram a palestras de especialistas internacionais em embalagem, como o diretor do IoPP (Institute of Packaging Professionals) e membro do WPO, Patrick Farrey, o diretor de marketing e sustentabilidade da companhia norte-americana produtora de materiais químicos e fibras Eastman Chemical Company, Randy Beavers, o diretor da multinacional de embalagens Aptar, Rodolfo Haenni, e o designer brasileiro Alex Bigeli.

O seminário integrou o programa Inova Embala, desenvolvido pela Apex-Brasil com o objetivo de apoiar a melhoria das embalagens brasileiras do setor de alimentos e bebidas por meio de workshops e atendimentos individualizados e do fornecimento de informações sobre certificações, normas internacionais, tendências, entre outros pontos relevantes.

Escolhemos fazer o seminário com foco nos EUA porque o país é mercado-alvo de todos os seis setores do segmento de alimentos e bebidas que participaram do projeto conosco. E é um mercado extremamente diversificado e sofisticado, com várias culturas e tendências, que foram apresentadas pelos especialistas convidados”, afirma Adriana Rodrigues, coordenadora de Competitividade da Apex-Brasil.

O Inova Embala se iniciou em outubro de 2014 e foi direcionado às empresas participantes dos projetos setoriais da Apex-Brasil em parceria com as entidades Associação Brasileira dos Importadores e Exportadores de Alimentos e Bebidas (ABBA), Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados (ABIMAPI), Associação Brasileira da Indústria de Chocolate, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (ABICAB), Instituto de Promoção do Desenvolvimento (IPD) – de produtos orgânicos -, Associação Brasileira da Indústria do Arroz (ABIARROZ) e Instituto Brasileiro do Vinho (IBRAVIN).

Ao longo de 10 meses, as empresas participaram de workshops e clínicas, quando eram atendidas individualmente por consultores que as auxiliavam a diagnosticar os problemas e caminhos para melhoria de suas embalagens. Antes disso, a Apex-Brasil se reuniu com representantes das entidades para entender quais eram os principais problemas relativos a embalagem em cada um dos setores.

Para a Apex-Brasil, a embalagem é um ponto fundamental para o aumento da competitividade internacional das empresas brasileiras. “Uma embalagem inovadora e com um bom design pode ajudar a conquistar os disputados espaços nos pontos de venda, elevar o valor da mercadoria e, consequentemente, aumentar as exportações”, afirma Adriana Rodrigues.

Num mundo dominado por grandes marcas é difícil exportar se não inovarmos. Embalagem é grande parte do desenvolvimento necessário. Quem visita o portal do nosso projeto percebe a grande evolução que tivemos na adaptação de embalagens para o mercado externo. Estou certo de que as ações do Inova Embala muito contribuíram para isto”, afirma Rodrigo Solano, gestor do Projeto Sweet Brasil, parceria da Apex-Brasil com a Abicab para promoção das exportações do setor de balas, chocolates e confeitos.

Fornecedores de Embalagem

O seminário também contou com a participação de empresas associadas a projetos setoriais da Apex-Brasil que trabalham com a fabricação de embalagens: de vidros, papel e plástico, além de escritórios de design associados à Associação Brasileira de Design (Abedesign).

Cartilha

Como parte do Inova Embala, o Instituto de Embalagens e a Apex-Brasil desenvolveram um material inédito para o exportador: a cartilha Embalagens para Exportação – Alimentos e Bebidas. Clique aqui para acessá-la. A cartilha orienta as empresas brasileiras sobre a importância do tema e traz dicas práticas sobre projetos de design, cuidados no transporte e armazenamento, novos materiais e tecnologias e a importância do estudo das culturas de consumo nos mercados internacionais. Ela foi desenvolvida com base nas dúvidas comuns dos empresários que surgiram durante os workshops e clínicas do Inova Embala.

Principais resultados do Inova Embala:

  • 4 workshops sobre oportunidades de adequação de embalagens (89 empresas participantes);
  • 8 Atendimentos individualizados durante a feira ISM na Alemanha (78 empresas);
  • Seminário “A importância da embalagem para exportação” (88 empresas);
  • Seminário “Adaptação de Embalagem ao Mercado Americano (100 empresas);
  • Publicação da cartilha Embalagens para Exportação – Alimentos e Bebidas (versão impressa e online).

Confira as apresentações do Seminário:

Mais informações:

Assessoria de Imprensa Apex-Brasil

+55 61 3426 0775 ou imprensa@apexbrasil.com.br