• Português do Brasil
  • English
  • Español
  • العربية

Feira Sweets And Snacks gerou negócios na ordem de US$ 2,3 milhões para empresas brasileiras

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

São Paulo, junho de 2015 – O Sweet Brasil, projeto setorial de promoção de exportação da Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (ABICAB) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) decolou com sete associados rumo a Chicago, nos Estados Unidos, para participar da feira Sweets & Snacks. O evento, realizado entre os dias 19 e 21 de maio, é o maior da América do Norte do setor de confectionery e snacks. A iniciativa contou também com o apoio do Ministério das Relações Exteriores.

Negócios gerados – As empresas Garoto, Docile, Embaré, Nugali Chocolates, Riclan, Simas e Harald realizaram 204 contatos comerciais com países como EUA, México, Canadá, Panamá, Jamaica, Trinidad e Tobago e Israel, que geraram US$ 380 mil em negócios durante o evento. Já a expectativa de acordos para os próximos 12 meses ficou em US$ 2,3 milhões. Nesta edição, a feira contou com 632 expositores e mais de 16000 visitantes.

Para a Docile, uma das empresas associadas participantes, a feira Sweets & Snacks sempre traz aprendizados. “Esta foi a melhor edição de todas que já participamos. Recebemos muitas visitas e nossa linha de produtos teve excelente aceitação junto aos visitantes do evento. Sem dúvida, é uma feira interessante para conhecer mais sobre o maior mercado consumidor de candies do mundo e, ainda, acompanhar as tendências e lançamentos de produtos, sempre diferenciados e de alta qualidade”, finaliza o coordenador de exportação da empresa, Christian Ahlert.

“A feira nos fornece a importante oportunidade de, em poucos dias, apresentar produtos brasileiros e inovações nacionais, além de reforçar o relacionamento com atuais clientes’’, declara a gestora do projeto Sweet Brasil na Apex-Brasil, Camila Meyer.

Já a Garoto avaliou como positiva a participação na feira com o apoio da ABICAB e Apex-Brasil às empresas de confeitaria brasileiras. “Acreditamos que um trabalho prévio de agendamento e prospecção de contatos- chave é imprescindível para que se obtenha e explore todo potencial deste evento, que conta com a participação de grandes compradores e representantes de marcas do mercado norte-americano. Um evento que se destacou pela qualidade dos contatos e reuniões realizadas. Confiamos no sucesso das negociações e projetos que seguem a partir da feira”, finaliza o executivo da empresa, Andre Zucchi.

O Projeto Sweet Brasil tem como foco a ampliação das exportações do setor, proporcionar o aumento quantitativo e qualitativo de suas vendas internacionais e incentivar e preparar a indústria instalada no Brasil para a exportação, fortalecendo o processo de internacionalização. Atualmente com mais de 100 empresas congregadas, a ABICAB-Sweet Brasil engloba toda a cadeia produtiva nacional, representando 100% do mercado de cacau, 92% do de chocolates, 80% do de amendoim e 70% do de balas e confeitos. O Brasil é o 4º maior produtor de confectionery do mundo e o 6º maior mercado de consumo. Para participar do projeto clique aqui.

Sobre a ABICAB

A ABICAB – Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados – foi fundada em 1957 com o objetivo de responder pela política do setor junto às esferas públicas e privada, tanto no Brasil quanto no exterior. Suas diretrizes são voltadas para a valorização destas indústrias. Atualmente, a ABICAB engloba a cadeia produtiva brasileira, representando 92% do mercado de chocolates, 70% do mercado de balas e confeitos, 80% do mercado de amendoim e 100% do mercado de cacau. Dentre as principais atividades desenvolvidas em prol do fortalecimento e desenvolvimento do setor, destaca-se o Programa Sweet Brasil, criado em março de 1998, que tem por objetivo promover os produtos brasileiros no mercado externo, por meio de parceria com a Apex-Brasil.